Pular navegação e ir direto para o conteúdo

Pular navegação e ir direto para as categorias

Pular navegação e ir direto para a lista de colunistas

Pular navegação e ir direto a assinatura do Feed RSS

Artigos do mês de abril, 2008


Meu portfólio (Camilo Oliveira) vai fazer um ano e eu pretendo fazer uma atualização. Novo layout, mais conteúdo e… novo nome.

Na época que criei o site, precisava escolher um domínio pra ser meu. A primeira coisa que me veio na cabeça foi meu nome e sobrenome, mas como o nome termina com a mesma letra que o sobrenome começa (no caso a letra ‘o‘), achei que poderia existir dúvida na hora de escrever e descartei a opção. Meu outro sobrenome, “Soares” eu não costumo utilizar, gosto mais quando me chamam usando o último sobrenome.

Outro ponto a ser pensado era o domínio. .com, .net, .org, .com.br e uma diversidade de opções existem, mas optei pelo ‘.com’ por ser mais comum, mais fácil de lembrar, embora ache interessantíssimo quando um site explora a questão do domínio – o del.icio.us é o meu predileto. Há inúmeras opções, letras que representam domínios de outros países também podem ser exploradas, uma lista no IANA tem uma porção deles, pretendo analisá-los com carinho nessa escolha.

O nome que escolhi foi ‘camilo87′, meu primeiro nome + ano de nascimento. Não consegui ser mais criativo do que isso, mas a intenção de uma URL curta foi atingida. Em contrapartida, acho e-mails como ‘camilo@camilo87.com’ antipáticos, sobretudo e-mails tipo ‘contato@camilo87.com’ (ou contato@ qualquer outro domínio), que são piores ainda. Mas como ainda tenho só essa URL, continuo com o primeiro e-mail, mas com a felicidade de abandonar o segundo.

Acho que a questão do nome é muito importante, pois será uma marca que representará o designer. Ou ilustrador, jornalista ou qualquer outra pessoa. Já escrevemos aqui antes sobre Naming, sucesso de marca e apesar de ser uma questão nova, já dá pra ser tratada com seriedade. Neste texto proponho uma exercício prático (e para vocês, uma reflexão) do naming.

Agora volto na mesma questão. Meu portfólio faz 1 ano em junho e eu gostaria de lançar outro lá pra agosto. Gostaria de comemorar o aniversário já com nome novo, mas tenho outros projetos atrasados que neste momento são mais importantes, já que já tenho um site com meus trabalhos no ar. Caso escolha o outro nome, vou continuar com a URL antiga em minha propriedade, nem que seja só pra redirecionar para o novo, pra quem visitar não se perder.

O que eu realmente pretendia era escolher algum nome bacana que ‘me representasse’ como portfólio. Os exemplos abaixo são todos excelentes.

  • Foan (Renato Miguel Simões),
  • Number 27 (Jonathan Harris),
  • OkayDave (Dave Werner),
  • Fatoe (Mike Orduña),
  • Untitled2 (Vance Wellenstein),
  • project.47 (Carlos Eduardo de Souza),
  • Manux (Manuella Nejaim) são ótimos exemplos.
  • No caso da agência Red Interactive Agency, o nome nem é tão ousado, mas a url é excelente, http://ff0000.com. (FF0000 pra quem não sabe, é a cor vermelho em números hexadecimais, extremamente usados no Photoshop e no Flash, por exemplo).

Eu pretendo algo que não necessariamente precise remeter o meu nome pessoal e também não seja muito difícil de pronunciar, de escrever e, principalmente, de entender, que eu não tenha que repetir pra quem me ouve. Não por preguiça, mas por praticidade mesmo, já que se houver dificuldade para entender, também haverá para quem for digitar.

Pra não ficar nenhuma dúvida, A intenção do post não é de maneira nenhuma que alguém chegue com a solução para mim, só estimular a reflexão.

Se alguém estiver passando, ou já passou, pela mesma situação, vamos fazer uma conversa legal nos comentários. Conte como foi a escolha da sua URL, do domínio e dos e-mails dessa conta. Quando o meu estiver pronto, volto a escrever aqui, pode cobrar :)

O estúdio japonês de Animação e 3d Motion, Tokyo Plastic , cria incríveis animações, sendo a marcante tradição tecnológica dos japoneses, visível em cada produção.

O repertótio do estúdio passa pelos quadrinhos, ficção cientifíca e futurismo, lembrando obras como Ghost in the Shell, Akira, entre outros.

Os caras piram em modelagem 3D, sendo impressionante o cuidado com os detalhes em suas peças. A preocupação minuciosa com efeitos de luz e sombra garante um aspecto bem realístico.

tokyo_plastic05.jpg

tokyo_plastic02.jpg

tokyo_plastic032.jpg

A navegação do site é bem interessante, levando o usuário a interagir com as animações, a exemplo de outros como o Neostream .

Existe no site uma biblioteca com arquivos de vídeos desenvolvidos para diversos clientes como Toyota, Mitsubishi, SciFi e AMD.

tokyo_plastic01.jpg

O Tokyo Plastic já foi ganhador de diversos prêmios em festivais, como o da Audiência em 2004 no Sundance Online Film Festival.

Sobre

O Design Coletivo é formado por 8 designers, interessados em criação de conteúdo relevante sobre design e seu reflexo no mercado, além do estímulo do debate nos assuntos referentes à area.

Leia a descrição completa

Destaques