Pular navegação e ir direto para o conteúdo

Pular navegação e ir direto para as categorias

Pular navegação e ir direto para a lista de colunistas

Pular navegação e ir direto a assinatura do Feed RSS

Design é inegavelmente uma palavra em evidência, por dezenas de motivos diferentes. Uma coisa que anda me incomodando é como as fabricantes de carro (e suas agências) estão tratando o assunto.

Todo mundo já conhece o jogo: Chega o final do ano e novos modelos de veículos são lançados. Quando as mudanças são sutis, geralmente a ênfase da divulgação vai mais o lado mecânico, melhoras de performance e etc. Quando a cara do carro tem uma mudança significativa, nossa palavra querida aparece de montão.

(no meu último post eu falo um pouco sobre essa evolução dos veículos ao longo do tempo – entre outras coisas)

Como já estamos em 2012, tem carro novo pra todo lado. E andam tratando design pra vender só a forma, consequentemente fazendo a população ter uma concepção errada do que a palavra representa, como acontece com o termo ‘marketing‘.

O maior exemplo do que venho falando é o Kia Soul, que se vende como “carro-design”.

Talvez o fato de eu achar esse carro horroroso contribua pra minha implicância com ele, fico um pouco ofendido de ver um carro feio desse levando a alcunha design. Veja o comercial.

Outro que está em veiculação é o do novo Toyota SW4, esse de uma forma um pouco mais leve.

Não quero julgar nenhum dos dois filmes, mas a forma como eles empregam a palavra design me desagrada. Já escrevi antes sobre forma e função aqui e continuo achando que além dos dois serem importantes, um é consequência do outro, não podendo ser considerados separadamente. Sem dúvida, a forma é o que mais aparece no final, mas talvez a palavra que mais englobe o trabalho inteiro seja projeto, que é feito através de um processo e chega a um resultado final que pode ser visual.

Sendo um pouco apelão, tem uma citação do Steve Jobs que fala sobre o assunto

A maioria das pessoas comete o erro de pensar que design é a aparência. As pessoas pensam que é esse verniz – que aos designers é entregue esta caixa e dito: “Deixe bonito!” Isso não é o que achamos que seja design. Não é só o que aparece e sente. Design é como funciona.

http://www.corelarts.com/2011/09/50-citacoes-sobre-design-e-criativida de.html

O trabalho todo é design. As metas são estabelecidas no início do trabalho e a partir daí cada passo é dado seguindo uma metodologia que tem a ver com o resultado que quer ser obtido. Isso é design, projeto.

Depois da conceituação e de algumas definições tecnológicas, o trabalho visual começa a ser efetivamente produzido, mas a parte criativa que acontece até chegar nessa parte não pode ser desprezada, ela é vital. Algumas pessoas gostam de dizer que a parte que é vista (vamos chamar de parte gráfica) de qualquer projeto criativo é apenas a superfície, ou uma parte rasa depois de um grande esforço prévio. Eu acho que faz sentido, embora essa parte gráfica seja tão trabalhosa ou até mais do que os passos anteriores e posteriores (como finalização, montagem, animação, impressão, etc). E depois de um trabalhão desse chega-se a um resultado que é então vendido, consumido, usado pelas pessoas.

Então chamar atenção para o design só porque tem uma forma bonita ou porque mudou a cara desvaloriza todo o restante do trabalho.

E quanto ao tal carro-design, chamá-lo dessa forma, é desprezar todos os outros veículos que com certeza também são produzidos através de uma metodologia.

(Na verdade, acredito que quiseram posicionar o Soul como um carro totalmente diferente dos demais e usaram esse argumento. Provavelmente coisa da Kia e não da agência, que eu não sei qual é. Também não sei o propósito de ‘criar uma categoria’ de um carro só, mas quanto a ser diferente de todos eu até concordo, apesar de ser gostoso de dirigir, de tão feio e diferente, ele parece um alien na rua.)


RSS Acompanhe os posts do Design Coletivo.

Publicado em: Conceitos, sexta-feira, 6th janeiro, 2012 às 8:34 am
Tags:
Você pode acompanhar todas as respostas para esta entrada via RSS 2.0, escrever um comentário, ou deixar um trackback através do seu site.

Permalink

0 Comentários para "Montadoras: design não é só a forma"


Comente!

Sobre

O Design Coletivo é formado por 8 designers, interessados em criação de conteúdo relevante sobre design e seu reflexo no mercado, além do estímulo do debate nos assuntos referentes à area.

Leia a descrição completa

Destaques