Pular navegação e ir direto para o conteúdo

Pular navegação e ir direto para as categorias

Pular navegação e ir direto para a lista de colunistas

Pular navegação e ir direto a assinatura do Feed RSS

Que há uma grande diferença entre um produto industrializado, uma invenção ou mesmo um protótipo todos nos sabemos. Mas o que define o valor final daquilo que chega às nossas mãos?.

Recentemente estive acompanhando o mercado de prototipagem 3d (produção de modelos volumétricos ou impressão 3d), e me deparei com um quadro bem interessante, imaginem o mesmo produto: Uma impressora 3d, em sua versão final, com design de ponta e cheia de apetrechos e penduricalhos sai por nada menos que US$ 10.000 (vamos falar na moeda do tio sam ok?), ao passo que sua alternativa em fase de desenvolvimento, com arquitetura aberta, todo um lance filosófico e um projeto interessante e inovador, sai por menos de US$ 1000. Perceberam o “0″ a mais no preço final do produto? É disso que quero falar.

Quando um produto chega efetivamente à prateleira, ele deixa de ter apenas um valor X, ou seja, este não é mais cotado pelo seu custo de produção, mas passa a carregar consigo o que chamamos de valor agregado. É esse valor que paga a embalagem maneira e difícil de montar que certamente será dispensada, é também esse o valor que paga em muitos casos os testes e estudos para adequação do protótipo à realidade, tornando uma idéia em algo factível, mas acima de tudo, é do valor agregado que saem os lucros daqueles que detêm a marca ou produto.

Pra quem nunca parou para pensar em quanto custa ao fabricante o Smartphone de ultima geração que todos compram, ou pra quem apenas tem interesse em entender o mercado de produtos, e até mesmo pra quem ainda não entendeu onde entra o design de produtos nessa questão, vejam os videos de cada produto comentado, o primeiro, um produto industrializado, com design resolvido, e abaixo, um protótipo funcional mas sem todo o apelo e projeto dispensados ao primeiro.

E aí, quanto será que vale o último lançamento que você pensa em comprar?


RSS Acompanhe os posts do Design Coletivo.

Publicado em: 3D, Design de Produto, Tecnologia, quinta-feira, 29th julho, 2010 às 5:53 pm
Tags:
Você pode acompanhar todas as respostas para esta entrada via RSS 2.0, escrever um comentário, ou deixar um trackback através do seu site.

Permalink

3 Comentários para "A diferença entre custo e valor no design de produtos"


  1. ENI. M . S.:
    julho 30th, 2010 às 10:15 pm

    AO LER ESTE TEXTO,GOSTEI DAS COLOCAÇÕES FEITAS POR ROBSON,E MUITO ESTOU ORGULHOSA E FELIZ POR TER ESTE AMIGO E EX-ALUNO PARTICIPANDO DESTE SITE BEM ELABORADO E INTERESSANTE PARA TODOS DESTA ÁREA DE TRABALHO. PARABÉNS ROBSON E ORGANIZADORES DO SITE.



  2. Lucas Camilo:
    julho 6th, 2011 às 12:05 am

    Alguma dica pessoal pra impressora 3D barata alem dessa?
    Se souber me mande um e-mail!!
    Abraços e obrigado pela colaboração.



  3. Rudy:
    outubro 4th, 2011 às 12:17 pm

    fui na signs 2011 em SP e vi um prototipo desses ao vivo funcionando… nao e as mil maravilhas como a photopulsion mais ja da para brincar ne!
    otimo site, feed assinado.



Comente!

Sobre

O Design Coletivo é formado por 8 designers, interessados em criação de conteúdo relevante sobre design e seu reflexo no mercado, além do estímulo do debate nos assuntos referentes à area.

Leia a descrição completa

Destaques